Pages

sábado, 19 de dezembro de 2009

AVATAR OU NÃO AVATAR? - Eis a questão


Ontem um amigo meu questionou: "Que tu acha? Será que esse tal Avatar vale a pena assistir ou não?"
Diante da pergunta minha resposta foi a de sempre: " Filme de efeitos especiais é pra ver no cinema. Pode até ser uma porcaria, mas se esperar pra assistir em casa não vai saber se é ruim por mérito da obra ou se foi prejudicado pelas dimensões da tela e do som" (ou algo assim).
A verdade é que de um tempo pra cá a divulgação associada aos blockbusters extrapolou os limites da mera propaganda no intervalo de um programa na TV. Utilizando ao máximo os princípios de marketing, os estúdios tornaram a ida ao cinema quase uma obrigação, algo que caso não realizado seria semelhante a perder de assistir um evento épico de vital importância nos rumos da história da humanidade no século XXI.

O comentado novo filme de James Cameron faz uso disso, e gera desconfiança em muitos exatamente por isso.
Desde antes de ser noticiado qual seria o novo projeto do diretor de "Titanic" e "Exterminador do Futuro" a mídia já afirmava que seria revolucionário e que mudaria o rumo do cinema, independente do que fosse.
À medida que surgiam imagens e informações sobre os efeitos especiais tudo isso se potencializou, e ao mesmo tempo em que vendeu o filme, tornou "desnecessário" mencionar a história do longa-metragem. Quer dizer, o que é dito é um fiapo de história, e isso parece ser o bastante.
Obviamente que não tendo visto o filme ainda, e considerando o histórico de sucessos e produções repletas de boas idéias do diretor, esse Avatar pode e deve ser um bom filme.
O que não é aceitável realmente é a certeza com base somente em trailers e superexposição midiática. Se eu fosse levar a publicidade cinematográfica e a capacidade dos realizadores tão ao pé-da-letra iria considerar "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" um dos melhores filmes da década, contrastando com o que consta no Top 5 dos piores de 2008 do blog, só pra citar um exemplo recente.






De qualquer modo, não é possível negar que o marketing excessivo com relação a "Avatar" funcionou. Afinal, o jeito é assistir no cinema mesmo, seja pra constatar minha expectativa de que é um filme legal, ou pra ter subsídios pra falar mal.

É isso aí.
Se for pelo menos metade do que fizeram parecer, vai com certeza valer o ingresso.
Espero que sim.

2 comentários:

Fernando disse...

Avatar deve ser visto sim é na tela grande, pois o filme faz juz a todo esse alarde sobre efeitos especiais e visuais 3D etc e tal.

A trama do filme é sobre um tema bem atual... não vou falar agora para estragar surpresas... hehehehe.

Posso dizer que Avatar não irá render tanto quanto o Titanic em termos de bilheteria, mas eu achei BEEEEMMM melhor que este.

É isso aí...

Marcel Ibaldo disse...

Por ser um projeto sendo desenvolvido há tanto tempo pelo James Cameron, a expectativa é de que seja um filme realmente muito bom.

Pelo menos devido aos efeitos especiais ele deve ganhar o Oscar de certeza.